Sunday, April 03, 2005

Temporada de caça ao coelho

Paulo Coelho é nome contumaz em discussões literárias, sejam naquelas travadas por especialistas ou em meras arengas de pseudo-intelectuais. Tentam esclarecer os motivos que o levaram a tamanho sucesso: cerca de 65 milhões de exemplares vendidos em 150 nações. Como justificar esse assombroso patamar mercadológico, a que chegou o antigo parceiro musical de Raul Seixas? O que dizer de um indivíduo que afirma publicamente ser capaz de fazer chover?

O êxito é facilmente explicado: na atual sociedade, de valores animalescos e escatológicos, uma leitura de fácil compreensão mais elementos de auto-ajuda é igual à venda da obra. Essa é a fórmula mágica do sucesso. Quanto à sua incrível habilidade de controlar os elementos naturais, creio que o leitor, com o mínimo da sua inteligência, fará o juízo cabível.

Apesar de suas literatices, “Pau no cu elho”, como é chamado por alguns críticos mais furiosos, destina porções consideráveis da sua fortuna ao Instituto Paulo Coelho, que oferece saúde, alimentação e educação para 320 crianças. É um grande filantropo, não autor; muito menos mago. O único truque que ele de fato executa é transformar merda em dinheiro. Nisso ele é um verdadeiro mestre.

"O que me impressiona é o número de leitores que declaram que um livro de Paulo mudou sua vida. Às vezes nem é o livro inteiro, mas uma única frase", diz Anne Carrière, primeira editora do escritor na França. É, Anne, também me impressiona.

1 Comments:

At 5:54 PM, Anonymous Rany said...

Estava dificil achar um defeito...mas.....como ninguem e perfeito....encontrei....nao concordo muito com o que vc falou do pc....mas....nao vou perder meu tempo....pq eu sei q no final das contas vai ser pior....entaum....

xau :P

 

Post a Comment

<< Home